Livros e Artigos

[disponibilizo livros e artigos para download em Academia.edu e Scribd]

Páginas

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

A Mídia e a Questão Prisional na Província de São Pedro (ou "as palavras continuam dizendo coisas...")

É inegável que a questão prisional é "uma das nossas tantas emergências sem solução" - lembrei e fui buscar esta citação do Luís Fernando Veríssimo na Introdução da minha Tese de Doutorado ("Garantismo e Sistema Carcerário: crítica aos fundamentos e à execução da pena privativa de liberdade no Brasil"), defendida no longínquo ano de 2000 na UFPR.
Em 23 de outubro de 1999, Veríssimo escrevia em sua coluna no Jornal Zero Hora: "só um fatalismo congênito, ou uma cultura fatalista, justifica o inferno carcerário como o que persiste no Brasil, uma das nossas tantas emergências sem solução." E naquele ano a população carcerária do Estado era cinco vezes menor; e o número de vagas era similar ao de hoje (2010).
Bueno, nos últimos dias o Governo Tarso vem anunciando seu Secretariado. Para a Secretaria de Segurança Pública, Airton Michels - atualmente na Direção do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN).
Na capa do Jornal Zero Hora de hoje a manchete nada sutil: "Xerife das Cadeias vai Gerenciar a Segurança."
Não parece ser totalmente desprovida de significado uma matéria de capa que usa termos como "xerife das cadeias" e "gerenciamento da segurança". Logicamente alguns leitores (do periódico e do antiblog) não verão nada de equivocado ou de valorativo no uso destes termos pela imprensa. Provavelmente alguns acharão a matéria "apenas descritiva".
Infelizmente não consigo interpretar a reportagem como isenta; muito menos ver neutralidade valorativa na escolha dos termos para a chamada de capa.

6 comentários:

j. disse...

Como se isso não bastasse, revoltante (não encontro palavra que melhor descreva a situação) foi ver o Lasier atacando novamente e não deixando o Michels completar suas frases numa pseudo entrevista no Jornal do Almoço que foi abruptamente interrompida no meio do assunto para tratar de outro tema importantíssimo para os gaúchos (??!!?), a torcida colorada nos Emirados Árabes.
É incrível o desrespeito com que tratam àqueles que não dizem o que eles querem ouvir e o descaso com a abordagem da temática (pra não falar nos telespectadores...).
A coisa tá cada vez mais vexatória...

Anônimo disse...

Pois é...

Nada de importante um torcida nos emirados... só se ve miragem por lá!

Mas vejam bem a capa. A chamada dela é cadeias (purgatório humano) e logo a cima colocaram grades que nada se relaciona com a matéria, a não ser...

P.S. A verificação da palavra para poder postar o comentário é: "mates" - será que tem um hacker punitivista hackeando esse blog?

Anônimo disse...

Pois é J. Infelizmente, acho que essa semana nem a própria população está muito interessada em saber sobre questões de política e violência, já que temos o circo, quer dizer, o mundial de clubes.

Marco Antônio Preis disse...

É, professor, eu também consigo interpretar de modo diverso. Que bom ver olhares críticos, além da superfície e fugacidade das manchetes. É mais um sintoma da ultrapassagem da função comunicativa da imprensa, legitimando e naturalizando a punição e a violência. Para tais discursos, os “especialistas” na questão penal, criminológica e, em última análise, de segurança pública, são justamente esses “Xerifes”. Quanto mais truculência, mais se pensa: “agora vai!”. Esses alternativos da academia vivem nas nuvens. O importante é “formar” opinião com base nesse senso comum retórico dos “fast-thinkers” (Bourdieu) ou , como eu denomino, fazer uma “criminologia para inglês ver”.

Abração,

Marco Antônio Preis

perdendo os butiás disse...

Pois é, anonimo, circo pra uns (que não estão lá, mas gostariam) e mundial pra outros... E acho que não precisamos falar de violência e política o tempo todo, podemos dividir nosso tempo com o lazer também. Para uns uma banda de rock, para outros o futebol, eu fico com ambos, e bora torcer de verdade, que de secadores já estou farta!

Anônimo disse...

Mambembe...