Livros e Artigos

[disponibilizo livros e artigos para download em Academia.edu e Scribd]

Páginas

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Como (não) se faz um Trabalho de Conclusão

Disponível no site da Lumen Juris.
"O livro tem como objetivo problematizar as formas usuais de redação dos trabalhos de conclusão (monografias, dissertações e teses) nas Faculdades de direito. Procura apontar os inúmeros equívocos derivados da supervalorização dos procedimentos de investigação e propor algumas alternativas viáveis para romper com herança burocrática que é uma das responsáveis pela estagnação da pesquisa no direito. Procuro, através deste trabalho, debater com os alunos e com os professores possibilidades diversas de pesquisa, fundamentalmente como abordar conteúdos de forma não-burocrática. Elaborei a monografia em forma de diálogo. Para efetivar esta troca de experiências dividi o trabalho em dois momentos. No primeiro descrevo uma espécie de pauta negativa sobre a pesquisa acadêmica: como não fazer uma pesquisa. No segundo, em uma pauta positiva, aponto algumas saídas possíveis que aprendi e desenvolvi durante meus 15 anos de docência: como é possível fazer uma pesquisa. O momento propositivo foi construído a partir de estudo de casos que considero representativos em termos metodológicos e com qualidade no conteúdo da análise. Creio que a apresentação de trabalhos acadêmicos virtuosos (projetos de pesquisa, monografias, dissertações e teses) permitirá aos alunos e aos professores perceber a infinita quantidade de métodos possíveis para além da mera revisão bibliográfica. Espero, sinceramente, que este livro colabore para que os pesquisadores realizem um diagnóstico dos problemas que a pesquisa jurídica enfrenta atualmente, visualizem maneiras outras de investigação e aumentem o diálogo qualificado entre corpo docente e discente." (Salo de Carvalho)

5 comentários:

Mari Garcia disse...

Oba!! Já estava aguardando ansiosa (hehehe)

Eduardo Schmidt Jobim disse...

Já encomendei na CESMA. Tu não destinaste nenhum capítulo as normas da ABNT? (hueheeue, brincadeira). Abração,

Dudu

SC disse...

hehehe, não f. dudu.

Prof. PADilla disse...

Oportuno que tenhas apontado SOLUÇÕES para pesquisa em uma sociedade dominada pelos sociopatolobistas da acultura da superficilidade egocêntrica, o quais querem o desmanche do ensino e da cultura. Abraços Padilla
http://www.padilla.adv.br/

Marcia Cristina Soeiro disse...

Adorei seu blog, sou perita policial, e gosto do tema!