Livros e Artigos

[disponibilizo livros e artigos para download em Academia.edu e Scribd]

Páginas

domingo, 7 de julho de 2013

Sobre a Luta do Anderson Silva

Assisti a luta pela Globo, apesar de já saber o resultado, pois acabara de assistir um especial sobre o Spider na Sport TV e, ao final, estavam entrevistando os lutadores sobre o resultado.
Em relação ao "desrespeito ao adversário", concordo que foi excessivo. No entanto, este tipo de atitude sempre foi uma característica do Anderson Silva. Inclusive elogiada por muitos, pelo "show" que cada luta representava.
Mas confesso que aquele excesso na "soberba" foi algo que me chamou muito atenção, sobretudo por estar além do que normalmente o lutador apresentava.
Após a luta, tentei analisar o discurso do Anderson Silva: muito respeitoso com o adversário, apontando todos os méritos na vitória, enfatizando que havia se preparado bastante, marcando o lugar de que não existe lutador imbatível e, sobretudo, reforçando a vontade de voltar ao Brasil e ficar com os familiares.
Sinceramente, fiquei com a sensação de que o Spider estava cansado de "sustentar", por tanto tempo, o "peso" da invencibilidade; de ter se tornado um "símbolo", um "mito", um "herói".
Talvez isso explique o excesso nas provocações: um deslize (in)consciente que levou o campeão à lona.
Excesso que iniciou na pesagem do dia anterior.
Talvez o Spider tenha acordado, hoje, incrivelmente "leve".
Mas, para variar, esta minha conclusão pode ser apenas mais uma hipótese acadêmica.


Um comentário:

PADilla Prof. LUiZ Roberto Nuñes PADilla disse...

Anderson Silva: Derrota programada? Diretores do SINDIPLAM-RS Sindicato dos Profissionais em Lutas, Artes Marciais e Instrutores de Defesa Pessoal do Rio Grande do Sul compartilham da sensação de que essa luta pode ter sido programada. A atitude de se expor, facilitando o golpe do adversário, não combina em um lutador experiente como o Anderson Silva. Essa derrota renderá lucros fabulosos. Se o Spider ganhasse, o que quase todos esperavam, o MMA perderia atratividade com relação a ele que é o maior ídolo atual; restaria quase nenhuma imponderabilidade. O Anderson está por cima, com contratos de propaganda fabulosos. Ai ele perde, desse jeito bobo. Em seguida aparece resignado, saber que errou, etc. Já imaginou o que será a excitação em torno da próxima luta dele? Se ele tivesse vencido essa luta, não haveria maiores atrativos a seguir. O grande valor do esporte, conforme explica a Teoria Geral do Direito Desportivo*, é a imponderabilidade. Sem ela, perde valor. Fazer parte dessa armação explicaria o aparente nervosismo anormal do Anderson Silva que já aparecia no caminho da arena. Faz sentido? Para saber mais sobre a Teoria Geral do Direito Desportivo* conheça-a na TGP-Transdisciplinar conjugando pesquisas e reflexões sobre processos, sociedade, esportes crenças e valores. TODA a atividade humana acontece em 4 planos de atuação: http://www.padilla.adv.br/processo/tgp/