Livros e Artigos

[disponibilizo livros e artigos para download em Academia.edu e Scribd]

Páginas

sábado, 3 de julho de 2010

Ridiculum Vitae

De tarde, um amigo - colega do docência - havia ligado: "velho, te indiquei para dar uma entrevista para a imprensa marrom. Sistema carcerário. Disse que tu entendia do assunto e que a tua experiência no Conselho Penitenciário era importante de ser relatada".
O sujeito responde: "Pô, não ph...! Sabes que não gosto de imprensa. A gente fala uma coisa e os jornalistas - e, sobretudo, o público - sempre entendem outra..."
Chega em casa de noite, depois da aula, pronto para jantar com a mina e tomar um vinho. Telefone toca. Número desconhecido.
Primeiro impulso: não atender.
O sujeito reluta. O fone para de tocar. Toca novamente... Atende.
"Dr., é da redação da imprensa marrom, o Sr. teria um tempinho..."
O cara elabora: "Tudo bem, é interessante publicizar o que se pensa sobre o tema."
Longa entrevista, cerca de 30 minutos.
No final, repensa: "acho que ficou bom, não há o que se preocupar, o cara entendeu meu ponto de vista."
Resultado: a entrevista é publicada (aqui) e o sujeito, que até então se pensava abolicionista, vira um entusiasta das práticas da Polícia Militar no sistema carcerário.
Ridiculum Vitae!

12 comentários:

Marcelo Mayora disse...

O entusiasta é o Saulo, fica frio.

gabrieldivan disse...

Grande "SAULO"! Enaltecendo a DIGNIDADE da Brigada

Luciano Vaz Ferreira disse...

Achei muito estranho quando eu li. Pô, como eles desvirtuam as coisas...

Luciano Vaz Ferreira disse...

Cara, agora que me liguei... foi o Saulo que disse isso, pode ficar tranquilo ehhehee

Achutti disse...

hehehe...

SC disse...

Esta é a minha causa justificativa: foi o Saulo. Posso até dizer que o erro foi no sobrenome e não no nome. O entusiasta da BM é o Saulo Marinom, ex-Prof. da UFRGS. Hahahahah!
A culpa toda e do Canterji...

Anônimo disse...

bah lamentável. quase mandei um e-mail pra esse palhaço

Anônimo disse...

tá me irritei e mandei um email pro cara. uashduashduash

Guilherme disse...

Pelamordedeus... essa vai realmente pra série "não há o que não haja". A questão que fica é: se pra publicar o que o jornalista bem entende, então pra que desperdiçar o tempo dele (e o do entrevistado)? Agora, o "Saulo", depois dessa distorção toda, ficou equivocadamente intencional :P...

amilton disse...

pô Saulinho...

Davi Tangerino disse...

Acho que entrevistaram o Saulo, ex-secretário de Segurança Pública de SP, e acabaram trocando as bolas. Abs, Davi.

Clarissa de Baumont disse...

pfff... uma 'bizonhice' completa.

(ahnn, tem juiz que fiscaliza presídio é? HAHAHA - desculpe a risada incrédula.)